Como encontrar uma história para contar?

Compartilhar agora!

Essa dúvida sobre como encontrar uma história para contar normalmente tem duas origens: ou você tem muitas histórias em mente e não sabe com qual delas prosseguir ou está passando por um bloqueio criativo e nenhuma ideia vem à mente.

Seja como for, antes de sentar pra criar a sua história, você precisa perguntar a si mesmo qual é o porquê da sua criação. Isso realmente vai clarear as coisas na sua cabeça.

Procure enxergar a situação com senso crítico e seja sincero na resposta. Você está desenvolvendo uma marca? Investindo em marketing pessoal? Escrevendo um livro? Vai escrever para prazer pessoal ou quer alcançar um público? Quer vender bastante ou apenas soltar sua ideia no mundo?

Como você pode imaginar, o seu porquê vai influir muito no tipo de história que você vai contar.

Caso esteja escrevendo por prazer ou então apenas para soltar uma ideia, então você precisa ser brutalmente honesto consigo mesmo. A criação de história aqui serve apenas para o seu crescimento pessoal, então o objetivo é entrar em contato com o seu íntimo. Não ligue para o que os outros acham e crie o que faz o seu coração bater mais forte (o engraçado desse tipo de criação é que, algumas vezes, a sua originalidade acaba atraindo interesse de um grande número de pessoas).

Já se você cria histórias para um público específico, é importante conhecer esse público. O que ele procura? Porque acompanha o seu trabalho? Quais assuntos seriam do interesse dele? Converse com esse pessoal… você vai se espantar com a quantidade de insights que receberá.

Se você vai criar visando o mercado, a questão fica ainda mais sensível. É preciso pesquisar sobre o que está na moda, sobre o que os consumidores estão procurando, sobre o que está sendo feito no seu gênero de história, sobre o que já virou lugar comum. Uma passeada pela seção de mais vendidos da Amazon pode dar uma boa ajuda.

Agora, se você já tem um monte de ideias e não consegue se decidir, então precisa de um pouco de foco e também passar por um processo. Em primeiro lugar, faça uma lista com todas as suas possíveis ideias, depois use o porquê da sua criação como um filtro… isso já vai eliminar uma boa parte dos itens da lista. Feito isso, continue eliminando ideias até ficar com algumas poucas favoritas. Reflita sobre elas e escolha a que mais tem a ver com a sua verdade.

Já se você não tem ideia nenhuma para uma história, mesmo após pensar no seu porquê, então precisa relaxar um pouco. Procure ler mais, assistir mais seriados, ver filmes, ouvir música, viajar. Você precisa aumentar o seu repertório. Preencha o seu armazém mental de referências e em breve começará a criar interconexões que serão a semente para ideias originais.

Esse assunto é bastante interessante e há muito mais a ser dito sobre ideias (não é à toa que abordo essa questão no meu curso Os Ossos do Ofício), mas, com isso que falei acima, você já terá uma boa base.

Caso você queira ler um pouco mais sobre o assunto, deixo aqui dois links que podem ser úteis: De Onde Vêm as Ideias e A Verdadeira Força da Sua Escrita Está na Pergunta: Por quê?

É isso aí. Continue criando! 😉

PS. Caso nada mais funcione e você esteja realmente desesperado, existe uma técnica tiro e queda que é uma beleza. Ensino essa técnica no meu curso, mas vou deixar um link para o vídeo AQUI. Aproveite!

Compartilhar agora!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Por que as pessoas leem?

Esqueça respostas bonitinhas como: estilo, conhecimento, bom-gosto literário, informação, criatividade e todas as demais que ficariam ótimas em um programa...

As vantagens de escrever sobre o que você sabe

Já falamos aqui sobre a importância de se escrever sobre aquilo que se ama, além de se escrever sobre aquilo...

A sua visão é única

De vez em quando eu encontro pessoas que querem escrever um livro, mas ficam com medo de começar porque acham...

Escreva além do que você sabe

Um conselho famoso encontrado em diversos livros e cursos de escrita criativa é o tal do escreva sobre o que você...

Sangrar na página

"Tudo o que você precisa fazer é sentar em frente à sua máquina de escrever e sangrar". Pesado, né? Essa...

Dá pra escrever com verdadeira indiferença?

"Não se pode escrever nada com indiferença". A frase é da Simone de Beauvoir e reforça aquilo que falamos no...

Crie com amor

Eu não vou mentir pra você: eu não amo tudo o que eu crio. Como eu trabalho com escrita (além...

Escrever é difícil

Escrever não é fácil. Pode vir a ser fácil... em alguns momentos. Mas nunca será totalmente livre de sofrimento. Sentar...