Como Fortalecer a História Usando o Objetivo

Compartilhar agora!

O fim de 2015 se aproxima e com ele vêm aquelas boas e velhas metas para o novo ano. É hora de parar e refletir nas coisas que queremos para o ano que vem, seja um novo emprego, perder peso, abrir um negócio, viajar ou qualquer que seja o seu desejo para o ciclo que se inicia.

Sendo assim, eu não vejo um assunto melhor para a ocasião do que falarmos sobre o Objetivo!

Quando criamos uma história e estabelecemos o nosso herói, precisamos dar uma jornada a este herói. Ele vê seu status quo abalado e então sai para o mundo atrás de alguma coisa capaz de fazer a diferença em sua vida. Talvez o herói precise destruir um item amaldiçoado para salvar o mundo, talvez precise conquistar o coração da mulher amada, talvez deva conseguir dinheiro para o tratamento de um filho doente. O que quer que seja, é muito importante que o contador da história dê um objetivo muito claro ao personagem.

Mas por que devemos fazer isso, Nano?

Por uma série de fatores:

Em primeiro lugar, um personagem que vai atrás de um objetivo é um personagem ativo. Ele move a história e mostra personalidade. Nós gostamos de pessoas que perseguem seus sonhos. Nós nos sentimos bem quando nosso esforço nos faz conquistar algo que desejávamos. Assim, quando vemos um personagem que quer muito alguma coisa e está disposto a perseguir essa coisa, nós nos identificamos – o que é vital para o sucesso de qualquer história.

Em segundo lugar, o objetivo estabelece a história. Quando entendemos exatamente o que é que o herói deseja, nós passamos a ter algo pelo qual ansiar. Nós temos um chão sobre o qual nos apoiarmos. Nós instintivamente entendemos o que é que nos carregará pela jornada da história. Pensamos/sentimos algo como: Então esse Jedi é o herói do filme e quer destruir essa tal Estrela da Morte para salvar a galáxia? Legal, então vou torcer pra isso acontecer.

Em terceiro lugar, o objetivo, quando em conjunto com o personagem, nos dá uma boa base do que se trata a história. Poderíamos resumir a trama como a busca do personagem protagonista pelo objetivo. Simples assim. Quer ver?

O Senhor dos Anéis é sobre um hobbit que precisa destruir um anel amaldiçoado.

Moby Dick é sobre um capitão de navio que deseja matar uma enorme baleia branca.

Rocky é sobre um boxeador pobre e humilde que quer vencer na vida.

Nike é sobre um esportista do dia a dia querendo superar limites.

Harley Davidson é sobre um cara em busca da liberdade.

Está vendo como o objetivo é importante? Ele deve ser tão bem construído a ponto de fazer o seu público investir em toda a sua história. Se ele for fraco ou mal feito, as pessoas desistirão de ouvir o que você tem para contar.

Ainda bem que temos algumas técnicas capazes de maximizar a eficácia do objetivo!

Lembra que eu disse que o objetivo estabelece a história? Pois bem, então use-o para trazer o seu público para dentro da narrativa o quanto antes. Deixe muito claro o objetivo do herói nos primeiros capítulos do seu livro ou nos primeiros minutos do seu filme. Construa a ambientação e, assim que possível, dê às pessoas algo pelo qual torcer.

Para um objetivo ser poderoso, ele também deve ser vital para o herói – uma verdadeira questão de vida ou morte. Caso ele não consiga alcançar o seu objeto de desejo, o mundo acabará (pelo menos o mundo dele acabará). Lembre-se que histórias são sobre experiências emocionais, então deixe a coisa interessante aumentando os riscos.

O objetivo também deve ser difícil de conseguir. Sim, não tenha medo de fazer o seu herói sofrer. Na vida real, nós precisamos batalhar muito para cada pequena conquista. Se é assim na vida, por que seria diferente na ficção? Não tenha medo de fazer o seu protagonista verter sangue, suor e lágrimas em sua jornada.

Por fim, você pode criar objetivos paralelos na trama, apenas não deixe de estabelecer o objetivo do herói como o central da história. A narrativa é sobre ele, afinal de contas!

É isso. E que tal fazer um exercício de objetivo para o seu 2016?

O que é que você mais deseja para o novo ano? O que é de vital importância para você? Está bem claro na sua cabeça? Provavelmente será difícil de conseguir; você está disposto a correr atrás e pagar o preço?

Algo me faz acreditar que sim. Afinal, é isso o que os heróis fazem.

Boas festas e um ótimo Ano Novo! 😉

Compartilhar agora!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Por que as pessoas leem?

Esqueça respostas bonitinhas como: estilo, conhecimento, bom-gosto literário, informação, criatividade e todas as demais que ficariam ótimas em um programa...

As vantagens de escrever sobre o que você sabe

Já falamos aqui sobre a importância de se escrever sobre aquilo que se ama, além de se escrever sobre aquilo...

A sua visão é única

De vez em quando eu encontro pessoas que querem escrever um livro, mas ficam com medo de começar porque acham...

Escreva além do que você sabe

Um conselho famoso encontrado em diversos livros e cursos de escrita criativa é o tal do escreva sobre o que você...

Sangrar na página

"Tudo o que você precisa fazer é sentar em frente à sua máquina de escrever e sangrar". Pesado, né? Essa...

Dá pra escrever com verdadeira indiferença?

"Não se pode escrever nada com indiferença". A frase é da Simone de Beauvoir e reforça aquilo que falamos no...

Crie com amor

Eu não vou mentir pra você: eu não amo tudo o que eu crio. Como eu trabalho com escrita (além...

Escrever é difícil

Escrever não é fácil. Pode vir a ser fácil... em alguns momentos. Mas nunca será totalmente livre de sofrimento. Sentar...