Como usar símbolos em uma história: personagens

Uma boa história nunca é só uma história.

Ela é algo pulsante, poderoso, que parece alcançar um espaço profundo dentro de nós e sacudir a nossa essência como poucas coisas são capazes de fazer.

Isso acontece pois as melhores histórias não tratam apenas de coisas acontecendo, mas também do porquê de acontecerem e do significado desses acontecimentos.

Elas habitam uma área sagrada da alma da espécie humana e, uma vez lá, tocam símbolos que impactam cada homem ou mulher do planeta.

Quando vemos uma maçã mordida e uma serpente à espreita, percebemos algo inexplicável.

O mesmo ocorre quando vemos um guerreiro enfrentando um dragão, ou uma espada cravada na rocha.

Esse é o poder dos símbolos.

Símbolos são representações tão importante para os humanos que assumem vida própria. Eles vivem dentro de nós. Eles despertam sensações. Eles nos fazem encarar algo de antigo e de verdadeiro sobre a realidade do mundo. Algo que não podemos explicar direito.

Mas que podemos explorar.

Quando você criar um personagem que encarna uma simbologia, você está conferindo a ele toda uma carga emocional que gera uma forte conexão com a audiência.

Você o está transformando em algo mais do que um personagem.

Dessa forma, o Capitão América é mais do que um soldado fortão, mas a encarnação dos valores da justiça, heroísmo e sacrifício. Os valores que inspiraram os próprios pais fundadores dos Estados Unidos.

Dessa forma, o Rocky Balboa é mais do que um boxeador durão, mas a perfeita imagem da chama humana de que, se você não desistir, poderá chegar lá – não importa de onde veio.

Ao criar personagens, reflita sobre os papéis simbólicos que desenvolvemos como espécie. Pense em como fazer o seu personagem ser um receptáculo para um desses papéis e então veja a mágica acontecer.

Mas como fazer isso, Nano? Um bom começo seria estudar sobre arquétipos e sobre as histórias mitológicas da humanidade. Elas se imortalizaram por uma razão, afinal.

Compartilhar agora!

Related Posts

Posts Recentes

Formas de se contar uma história: narrativa circular

E por fim chegamos ao terceiro e último tipo de narrativa que abordaremos nessa semana. Chegou a hora de falarmos...

Formas de se contar uma história: narrativa não-linear

No post anterior vimos que a maneira como você escolhe contar a sua história pode fazer uma grande diferença no...

Formas de se contar uma história: narrativa linear

Toda história trata, fundamentalmente, da jornada de alguém em busca de algo que precisa/deseja e sobre como ele precisa superar...

Como usar símbolos em uma história: o mal

Todos nós enfrentamos um mal. Todos. Cada um. Sem exceção. Se você parar pra pensar, é quase inacreditável que um...

Como usar símbolos em uma história: objetivos

Um herói é chamado para uma missão dificílima. A virgem, jovem e bela princesa (antes de reclamar, leita tudo) foi...

Como usar símbolos em uma história: personagens

Uma boa história nunca é só uma história. Ela é algo pulsante, poderoso, que parece alcançar um espaço profundo dentro...

Como mostrar o passado do personagem por meio da ação

Um personagem é, acima de qualquer coisa, aquilo que ele faz. De nada adianta você construir um backstory cheio de...

Como mostrar o passado do personagem com caracterização

Há muitas formas de revelar detalhes importantes sobre a backstory do seu personagem – e nem todas elas precisam ser...