Contar uma história é como lutar boxe

Você já assistiu a uma luta? Já vibrou com a dança que ocorre no ringue e torceu por um nocaute? Sentiu frio na barriga e explodiu em palmas ao final?

Uma boa história tem o mesmo efeito e o escritor tem muito mais em comum com o lutador do que você imagina.

Pra começo de conversa, ninguém luta sozinho… assim como ninguém conta uma história sozinho.

O lutador tem um oponente que deve ser analisado, estudado e respeitado. Um oponente que pode acabar com ele se ele bobear.

O escritor tem o seu leitor. Um leitor que também deve ser estudado, que tem suas particularidades e que pode destruir o escritor se este não se esforçar.

Essas duas figuras bailam no ringue (ou na história) em busca do nocaute. Elas trocam jabs (cenas), esperando a hora certa de encaixar aquele gancho (clímax) para, finalmente, conquistar a vitória (ou o coração do leitor).

Contar histórias é empolgante, belo, estratégico e com a sua dose de perigo. Por isso, o bom escritor, assim como bom lutador, sabe que deve estudar e treinar antes de subir no ringue. Caso contrário, a lona o espera.

Da mesma forma, você deve se preparar para as suas batalhas. Deve conhecer onde vai lutar, analisar seus pontos fortes e fracos, conhecer as características do seu leitor e traçar uma estratégia. .
Depois deve ir pra luta, levar porradas e endurecer o couro.

Afinal, como já disse o Mike Tyson: “todos têm um plano até levar o primeiro soco na cara”.

E aí, você tem o que é preciso pra continuar de pé?

Compartilhar agora!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

Você escreveria o seu texto mesmo se tivesse zero visualizações?

Olhar pra sua produção de forma estratégica é um grande diferencial do escritor mais experiente..Saber selecionar assuntos, moldar as frases,...

Quero escrever, mas minha mente está cheia. O que fazer?

Puxa, que ideia genial! Você se senta pra escrever, todo empolgado com essa sua nova ideia. No primeiro dia a...

Escrever é viver no nível mais forte

Quem me segue a mais tempo sabe por que a página tem esse nome, mas acho que nunca parei pra...

Leia esse post e descubra (FINALMENTE) pra que serve o título

Seja na capa de um livro ou no topo de um texto em seu blog, acredito cada vez mais que...

Vale a pena escrever um livro em um mês?

Tenho recebido muitas perguntas questionando a utilidade do NaNoWriMo. Antes de responder, porém, vale explicar o que diabos é isso....

Ninguém é vilão na própria história

Recentemente, no Instagram, falamos sobre o novo filme do Coringa e analisamos alguns pontos de destaque da narrativa. Talvez o...

O seu texto é útil?

A atenção se tornou um dos nossos ativos mais valiosos. Somos, a todo momento, impactados por centenas de informações e...

Contar uma história é como lutar boxe

Você já assistiu a uma luta? Já vibrou com a dança que ocorre no ringue e torceu por um nocaute?...