Eu sou um escritor, então eu leio

Escritores escrevem.

E essa afirmação não é tão óbvia quanto você poderia imaginar, pois há por aí um monte de escritor que não quer de fato escrever, mas apenas ter escrito – o que é completamente diferente.

Contudo, existe outra coisa que o verdadeiro escritor faz muito antes de pensar em colocar a primeira letra no papel.

O escritor lê.

Eu não conheço nenhum escritor digno de nota que não esteja envolto em livros de todos os tipos e tamanhos.

Não dá pra escapar. Antes de escrever, o escritor deve ler.

Mas você já se perguntou por que lemos?

Pra começo de conversa, lemos por prazer. E gosto de deixar isso bem claro, já que há quem acredita que esse é um motivo inferior para a leitura. Não é. Jamais seremos capazes de alçar grandes voos no mundo da palavra escrita sem antes aprendermos a delícia que se perder entre páginas pode ser.

Sendo assim, leia aquilo que gosta. Leia aquilo que ama. Sim, pois não é necessário apenas aprender a ler, mas também aprender a gostar de ler.

Outra razão para abraçar a leitura é o conhecimento. Imagine poder conversar com os maiores sábios e contadores de histórias da nossa espécie, qualquer que seja a época ou local em que tenham vivido. Seria incrível, não é? Pois bem, isso está ao seu alcance. Basta abrir um livro.

Mas existe algo ainda mais poderoso que o conhecimento acumulado de todos esses sábios, que é a sabedoria que vem apenas pela vivência. Quando sentimos algo, crescemos por dentro. E talvez esse seja um dos maiores tesouros da leitura: a possibilidade de viver mil vidas, de ter um milhão de experiências, tudo sentado no sofá de casa.

Só que, se você me perguntar, eu direi que há algo ainda mais valioso a ser encontrado dentro de cada livro. Esse algo mistura o prazer, o conhecimento e as emoções em uma grande poção alquímica que, se você ousar beber, irá transformar para sempre a sua visão de mundo e a sua própria vida.

E é disso que trata o novo módulo da Escola Escrever Viver. Nele mergulharemos fundo na experiência da leitura e da escrita e veremos como tudo isso se reflete em uma vida mais forte e com mais significado.

Acompanhe já a partir dessa semana, mas não deixe de refletir: o que você mais curte no ato de ler?

Compartilhar agora!

Related Posts

Posts Recentes

Eu sou um escritor, então eu leio

Escritores escrevem.E essa afirmação não é tão óbvia quanto você poderia imaginar, pois há por aí um monte de escritor...

Protagonista não é o mesmo que herói

O protagonista é a figura central da sua narrativa.É ele quem tem aquele desejo ou necessidade que vai movimentar toda...

O melhor escritor não é um intelectual, é um artesão

Muita gente pensa no escritor como uma espécie de intelectual. Uma figura com um dom divino, isolada em seu escritório,...

Como escolher o narrador da minha história?

Quem é o narrador?Na grande maioria das vezes, o narrador é apenas uma voz que relata acontecimentos. Talvez seja a...

3 duras verdades sobre vender seus livros

Você foi lá, batalhou durante meses ou anos, ralou, suou, escreveu, jogou tudo fora, escreveu de novo até que, após...

Enquanto eles berram, você escreve

Eles vão tentar te derrubar.Você viu, nas minhas próprias redes sociais, como o ódio e a mentalidade pequena são reais.Você...

O incômodo nas história de terror

Histórias de terror são, por definição, histórias que nos causam medo.E, quando você analisa com cuidado, fica fácil perceber que...

Se é pra criar, que seja com tudo o que temos

Se é para criar algo, eu vou criar com tudo o que tenho. Porque, embora o ato de criação seja...