Novo ano. Novo estilo.

Se você acompanha o meu trabalho, deve saber que a maior parte do meu contato com o público se dá por meio da minha página no Instagram. Isso porque considero a plataforma rápida, prática, fácil de usar e mais uma série de coisinhas positivas que espero que não sejam estragadas pelo tio Zuckerberg (embora ele já tenha começado a piorar tudo).

Seja como for, enquanto o Instagram continuar me ajudando a espalhar valor, eu continuarei usando. Mas, na virada do ano, a minha página sofreu uma grande mudança e você pode estar se perguntando a razão pra isso.

Não foi uma coisa só, então vou tentar deixar tudo claro neste post.

  • Mudança na marca: eu adoro a marca da página (as duas penas cruzadas), tanto que tenho o símbolo tatuado no meu pulso esquerdo, mas achei que estava na hora de colocar a minha cara a tapa… literalmente. Afinal, eu crio o conteúdo e administro tudo sozinho, então sou o único responsável (pro bem e pro mal) por tudo o que você vê por lá.  Colocar parte do meu rosto na marca foi uma forma de abraçar isso.
  • Mudança no conteúdo: a página nasceu para que eu pudesse dividir as coisas que aprendi e aprendo sobre storytelling e escrita criativa. Por causa disso, as dicas para escritores não deixarão de existir nunca. Só que, como abracei a página como uma parte de mim, nada mais justo do que estender isso ao conteúdo também. Eu sou um escritor e um leitor, mas também sou mais do que isso… sou uma pessoa criativa, curiosa, ansiosa, que tenta entender o mundo ao redor, se aprimorar e alcançar o sucesso… e que se frustra um monte no caminho. Se você está aqui comigo, acho legal que você veja quem sou de verdade e por quais lentes enxergo a vida. As frases que publico na página, os livros e filmes que indico e as discussões que suscito são minha forma de dividir minha essência com você.
  • Mudança na Biografia: tem tudo a ver com o que escrevi acima. A página continuará a dar dicas sobre escrita, mas também falaremos sobe viver, sobre criatividade, leitura e aprendizado em geral.
  • Mais conversas: pode esperar mais stories participativos e, quem sabe, até mesmo algumas lives. Eu adoro interagir com o público e fiquei surpreso ao notar que muitas pessoas usam o espaço como um porto seguro para tratar de diversos assuntos, como depressão, medos, traumas. Vamos conversar sobre tudo isso… e eu vou estimular você a colocar tudo no papel. Afinal, a página se chama Escrever e Viver por uma razão! 😉
  • Preto e Branco: eu amo preto e branco. O antigo layout das postagens era muito bacana, mas tinha menos a ver comigo. Agora olho a página e sinto que está mais próxima do meu coração.

Mas porra, Nano, pra que tanta necessidade de personalizar a coisa assim?

Ótima pergunta.

Um dos últimos livros que li em 2018 foi Dez Argumentos Para Você Deletar Agora Suas Redes Sociais e, embora eu tenha achado o autor apocalíptico e exagerado, devo dar o braço a torcer e concordar com muitas coisas expostas na obra. As Redes Sociais podem, sim, nos tornar mais distantes e menos humanos. Sendo assim, fiz uma escolha:

Só manterei meus perfis se eles servirem para algo, se tiverem um objetivo e abraçarem aquilo que eu sou.

O Escrever e Viver é uma marca, mas também sou eu. E eu não quero virar uma marca. Prefiro que a marca vire o Nano.

O que achou das mudanças? Vou adorar saber a sua opinião!

Compartilhar agora!

Related Posts

  1. Nano.
    Gratidão por pensar em melhorar o que já é tão incrível. As mudanças vão trazer mais charme e identidade. Já no aguardo das postagens sobre viver- se bem que teus textos até hoje também tratam muito sobre vida. Sucesso!

  2. Olá Nano tudo bem!

    Eu acompanho você no Facebook, passei a segui-lo agora no Instagram. Quanto a mudança da marca/identidade, ficou show! Parabéns e muito sucesso em todos seus projetos em 2019! Forte abraço!

    1. Obrigado por acompanhar o meu trabalho, Flaertes. Desejo que 2019 seja um ano de muito sucesso pra você também.
      Abração

  3. Show de bola, cara!
    Estou sempre acompanhando seu perfil e acho muito válido e saudável ter feito essa mudança. “As coisas que você tem acabam tendo você”, acho uma boa evitar que isso vire contra nós.
    Vamos com tudo!

    1. Com toda a certeza!
      Vamos continuar humanos e continuar procurando melhorar 🙂
      Abração e tudo de bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Como calcular o número de páginas do seu livro

Nano, quantas páginas de livro equivalem a uma página de Word? Nano, meu livro tem 2379817463693 caracteres com espaço, quanto dá em páginas? Nano, calcula aí as páginas do meu livro... foram 123 e meia no Google Docs. Então, moçada... vou contar um segredo: eu odeio matemática e a última coisa que farei na vida...

Você não vai criar o próximo Harry Potter… e tudo bem!

Não adianta. Todos nós, escritores, sonhamos em escrever o próximo mega bestseller mundial que nos trará fama e dinheiro. Em...

Novo ano. Novo estilo.

Se você acompanha o meu trabalho, deve saber que a maior parte do meu contato com o público se dá...

Você não vai agradar todo mundo

Estou escrevendo esse post no meu escritório novo. Caso você me acompanhe há algum tempo, é provável que saiba que...

O que há por trás de um título?

Títulos parecem ser uma grande preocupação dos escritores iniciantes. Sempre que falo sobre o assunto, recebo muitos comentários e bastante...

Como registrar o meu livro?

Se você também tem dúvidas sobre como registrar o seu original (o seu livro), não tema. Finalmente decidi elaborar um...

O Livro Negro da Paternidade: uma experiência que você nunca terá novamente

É nisso que estou trabalhando no momento, nesse que talvez seja a obra (e a experiência) mais maluca da minha...

O Urso

Na semana passada li um livro bastante interessante e que acho que merece a menção aqui no blog. Trata-se de O...