O frustrado acredita que tem talento. O bem-sucedido acredita que tem muito a aprender.

Eu cheguei aqui sozinho. Sou um gênio. Não preciso de ninguém. Estudar técnica é prostituir a minha arte.

Sabe o que essas afirmações têm em comum?

Além de serem completa e absolutamente mentirosas, também são uma das primeiras armadilhas a enganar o escritor iniciante… e, pelos deuses, como alguns desses escritores perdem anos de produção presos nessa ilusão egocêntrica.

Não, amigo, você não é o ápice do intelecto narrativo. Você não é incompreendido e muito menos é superior aos outros que escrevem o que você julga “baixa literatura”. Você é apenas chato e mimado. O seu ego ainda é muito forte e, por causa dele, você não consegue enxergar a vida real.

Todo grande escritor batalhou para alcançar esse status. Foi preciso estudo, prática, melhoria constante e, claro, ajuda de outras pessoas.

Acredite quando eu digo: ninguém chega lá sozinho. Todos temos algo a aprender.

Eu estudo storytelling de forma apaixonada desde 2008 e ainda me surpreendo com o tanto de coisa que aprendo a cada dia… inclusive aqui, com vocês.

Eu já tive aliados, mentores e oponentes. Já me julguei um mestre e, no instante seguinte, uma enganação. Já sonhei alto e já quis largar tudo.

Hoje, felizmente, vejo as coisas com os pés mais perto do solo. Hoje eu sei que sou apenas mais um amante das histórias dando o meu melhor no meu trabalho e com muita coisa para aprender ainda. E isso me enche de animação.

Nesses anos no mercado eu tive a oportunidade de ver gente quebrando a cara e outros se tornarem um baita sucesso. Pude trocar ideia com gente famosa e com ilustres desconhecidos. Pude ver pessoas brilhantes que não faziam ideia do quanto eram boas e pude ver babacas superficiais que se acreditavam incríveis.

Mas sabe o que eu nunca vi?

Nunca vi ninguém chegar lá sem antes calçar as sandálias da humildade e estudar.

Estude. Pratique. Seja foda. Seja de verdade.

Compartilhar agora!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Recentes

O seu texto é útil?

A atenção se tornou um dos nossos ativos mais valiosos. Somos, a todo momento, impactados por centenas de informações e...

Contar uma história é como lutar boxe

Você já assistiu a uma luta? Já vibrou com a dança que ocorre no ringue e torceu por um nocaute?...

Ainda correndo atrás do sonho? Está na hora de acordar

“Nano, o que você tem contra sonhos? Você é um velho amargo de coração negro?”. Não (pelo menos eu acho...

Uma única venda vale mais que um milhão de visualizações

E vamos para a polêmica do dia... Você já me viu falar aqui sobre distribuição gratuita de conteúdo. .Meu, você...

Você já se perguntou o storyline da sua… carreira?

Se você me acompanha há algum tempo, já deve saber da importância da storyline - aquela frase que resume a...

Você não está com vergonha de divulgar. Está com vergonha de valorizar o seu trabalho

Um dos problemas que mais vejo aqui é gente com medo de vender. Sim, vender (e vender não precisa necessariamente...

Você nunca será bom o suficiente. Faça assim mesmo

Percebeu quanta gente fica pelo caminho por medo de não ser boa o suficiente? É aquele medo de não receber...

Como fazer alguém desejar ler o seu texto em apenas uma frase

Na verdade essa questão me apareceu em forma de pergunta nas nanoconsultorias aqui da página. Um seguidor quis saber como,...