O que há por trás de um título?

Títulos parecem ser uma grande preocupação dos escritores iniciantes. Sempre que falo sobre o assunto, recebo muitos comentários e bastante engajamento. Não é pra menos, já que um bom título faz, sim, muita diferença.

Um título bem pensado deve falar sobre o que trata a obra, mas também manter uma certa surpresa no ar, como se fizesse uma promessa de que há mais a se descobrir. Deve deixar o leitor intrigado e com vontade de ir adiante. Por isso, metáforas são tão boas em títulos… o seu duplo sentido, quando bem empregado, dá o tom do livro e ainda esconde um significado que só será totalmente compreendido por quem ler a obra até o fim. Um exemplo maravilhoso disso que estou falando é o clássico “No Coração das Trevas”.

Mas o título serve pra mais do que isso. Ele ainda pode te ajudar a filtrar o público e atrair as pessoas certas. Quer ver?

Como você talvez saiba, em breve eu serei papai e resolvi escrever essa jornada em um livro. Ainda há muito por fazer, mas eu já sei quem quero como público e também o tom da obra:

Meu livro sobre paternidade é para pais modernos que querem encontrar uma voz divertida, honesta e até um pouco sarcástica ao falar sobre o assunto. É para aprender um pouco, rir e entender que nem tudo na gravidez são flores.

Sendo assim, com isso em mente, resolvi dar o título de O Livro Negro da Paternidade.

Quando revelei um pouco mais sobre esse projeto aqui no blog, recebi muitas mensagens de carinho e afeto, mas também algumas criticas ao título (e à capa). Eu entendo perfeitamente essas críticas. Elas eram, em sua maioria, de mães me sugerindo fazer algo mais meigo e leve, que combinasse com bebês – e estariam absolutamente corretas… SE eu estivesse escrevendo para mamães e usando um tom mais carinhoso no texto.

Só que eu não estou.

O livro é recheado de humor negro, pitadas de sarcasmo e piadinhas masculinas. Ele está sendo escrito para pais como eu: jovens, modernos, que amam a ideia da paternidade, mas que sabem que às vezes dá vontade de fugir pro bar.

Ao escolher o título de O Livro Negro da Paternidade (e uma capa mais agressiva também), eu já mando uma mensagem ao público dizendo que aquele ali é um livro diferente. Leitores e leitoras buscando algo mais fofo não vão se identificar… e aí não vão comprar e nem falar mal, entende?

Por outro lado, quem estiver a fim de uma obra mais ousada, honesta e engraçada sobre a experiência de ser pai, provavelmente selecionará o meu livro entre tantos outros. E provavelmente vai adorar!

Resumindo, eu escolhi esse título para:

  1. Deixar claro o assunto (paternidade)
  2. Despertar curiosidade (as pessoas se perguntarão: “por que Livro Negro?”)
  3. Impactar o público-alvo
  4. Afastar o público que não curtiria o meu estilo

Está vendo como um título é muito mais que um detalhe?

Se você está começando um projeto agora e ainda não sabe como nomeá-lo, tenha calma. Experimente descobrir o seu objetivo com a obra. Procure entender que mensagem quer passar, como e para quem. Isso certamente vai clarear as coisas.

Gostou do texto? Achou útil? Então compartilhe com um amigo agora mesmo! 😉

Compartilhar agora!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Você tem ideias demais ou atitudes de menos?

De repente você se vê invadido por um fluxo de ideias sensacionais para livros, contos, seriados, novelas, podcasts, tirinhas de...

Você não quer ser escritor p#&!@ nenhuma

Então tudo o que você quer é ser um escritor? Esse é o seu lindo sonho e o seu papel...

Chega de ser vítima

Eu não conheço você. Não conheço as suas dores, dificuldades e nem as injustiças que a vida te trouxe. Mas,...

O frustrado acredita que tem talento. O bem-sucedido acredita que tem muito a aprender.

Eu cheguei aqui sozinho. Sou um gênio. Não preciso de ninguém. Estudar técnica é prostituir a minha arte. Sabe o...

Eu me comparo com os outros e travo. O que fazer?

Você ama escrever, tem o sonho de um dia ser um autor publicado e até mesmo já possui algumas histórias...

Hobby ou profissão?

Questão importante e que pode fazer toda a diferença na sua relação com a escrita. Mas como saber se você...

Do que você tem medo?

Você estudou, ralou, lutou e conseguiu escrever o seu livro. Viva! Só que agora está morrendo de medo de mostrar...

Como publicar na Amazon sem enrolação

Acho que um dos assuntos sobre os quais mais recebo perguntas é quanto à publicação na Amazon. Nano, vale a...