Repertório e Emoção

Compartilhar agora!

Todo criativo sabe, ou pelo menos suspeita de forma instintiva, que a base para o seu ofício está no repertório que ele cultiva ao longo da vida. As informações, experiências, curiosidades, cultura e conhecimentos que ele captou agora lhe servem como matéria-prima. Já falei um pouquinho sobre isso nesse vídeo.

Contudo, não podemos esquecer a razão principal que faz as pessoas lerem um livro ou assistirem a um filme: a busca por uma poderosa experiência emocional. Sim, é a emoção que guia a vida das pessoas e é a emoção que guia as histórias. Esqueça essa falácia de que o homem é um ser majoritariamente racional (se isso fosse verdade, não existiriam médicos fumantes). Nós somos risos, lágrimas, angústias, medos e superação.

Durante a folga de final de ano eu pude ler mais um livro sobre técnica narrativa voltada à escrita e me deparei com o autor afirmando algo bastante parecido. Deixo aqui o ensinamento com vocês:

Um elemento fundamental e impossível de se ensinar, uma ferramenta essencial de um escritor, é a cultura, os conhecimentos gerais, uma experiência de vida rica e variada. O escritor que possui um conhecimento extenso das obras de Platão, Shakespeare, Tolstói, Dostoiévski, Proust e Hemingway, para citar apenas uns poucos, conta com um recurso valioso de tramas, situações dramáticas, percepções de natureza humana, metáforas requintadas e outros usos brilhantes de linguagem.

Em sua essência, no entanto, um romance é emoção.

-Albert Zuckerman, Writing The Blockbuster Novel

E aí, como você tem utilizado o seu repertório?

Informar e trazer conhecimento é importante, mas não esqueça de tocar o coração do seu leitor.

Cultura e sentimento. Lembre-se disso! 😉

Compartilhar agora!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Por que as pessoas leem?

Esqueça respostas bonitinhas como: estilo, conhecimento, bom-gosto literário, informação, criatividade e todas as demais que ficariam ótimas em um programa...

As vantagens de escrever sobre o que você sabe

Já falamos aqui sobre a importância de se escrever sobre aquilo que se ama, além de se escrever sobre aquilo...

A sua visão é única

De vez em quando eu encontro pessoas que querem escrever um livro, mas ficam com medo de começar porque acham...

Escreva além do que você sabe

Um conselho famoso encontrado em diversos livros e cursos de escrita criativa é o tal do escreva sobre o que você...

Sangrar na página

"Tudo o que você precisa fazer é sentar em frente à sua máquina de escrever e sangrar". Pesado, né? Essa...

Dá pra escrever com verdadeira indiferença?

"Não se pode escrever nada com indiferença". A frase é da Simone de Beauvoir e reforça aquilo que falamos no...

Crie com amor

Eu não vou mentir pra você: eu não amo tudo o que eu crio. Como eu trabalho com escrita (além...

Escrever é difícil

Escrever não é fácil. Pode vir a ser fácil... em alguns momentos. Mas nunca será totalmente livre de sofrimento. Sentar...