Você não vai criar o próximo Harry Potter… e tudo bem!

Não adianta. Todos nós, escritores, sonhamos em escrever o próximo mega bestseller mundial que nos trará fama e dinheiro.

Em algum momento, nem que seja por um rápido instante, nós fantasiamos sobre um mundo no qual alguém descobre o nosso talento e, de uma hora para outra, temos nossa vida transformada. Nosso livro cai no gosto do público. Todos querem ler nossos escritos. Os grandes estúdios cinematográficos brigam entre si pelos direitos de adaptação. Somos convidados para grandes eventos. Quem sabe até aparecemos no Oscar?

Em outras palavras, nós fantasiamos em escrever o próximo Harry Potter.

Eu estou aqui hoje para te dizer que isso não vai acontecer.

Sim, eu sei que a primeira vista isso pode parecer algo duro de se dizer, mas o meu compromisso com você é de sempre falar a real e não ficar tentando lucrar em cima dos sonhos alheios. Por isso, saiba que nem eu e nem você criaremos o próximo Harry Potter.

Na verdade, ninguém vai.

Nem a própria J.K. Rowling.

E tudo bem.

Harry Potter foi um daqueles belos e lindos acidentes de percurso. Algo como ganhar na loteria, só que 5 vezes seguidas. Ele não foi planejado para ser aquele estouro (é impossível planejar esse tipo de coisa) e ninguém sabe apontar uma única razão de ter dado tão certo.

J.K. era uma escritora desconhecida, no fundo do poço, que teve o manuscrito rejeitado trocentas mil vezes antes de um editor perceber que tinha algo valioso nas mãos.

Quando o livro foi publicado, nem mesmo o editor esperava um sucesso tão absurdo. De repente, os pais que liam as histórias do bruxinho para os filhos antes de dormir começaram a ficar encantados com aquele mundo e passaram a continuar a leitura mesmo depois que os pequenos já tinham pegado no sonho. Aí indicaram para os amigos, que indicaram para outros amigos, o que atraiu atenção da mídia, o que fez a editora investir pra caramba em marketing, o que atraiu a atenção de Hollywood e aí… BOOM!

Além do inegável talento de sua autora, Harry Potter teve uma sorte tremenda de encontrar portas abertas em cada etapa do caminho:

  • O momento era propício (fazia tempo que a Inglaterra não tinha uma boa história de magia)
  • O marketing deu muito certo
  • A editora soube a hora certa de investir agressivamente (existem boatos no meio literário de que J.K. contou com a ajuda de um time de escritores profissionais logo após o terceiro livro – o que explica a diferença de grandiosidade das obras a partir dali)
  • As adaptações cinematográficas funcionaram

Não foi uma coisa só. O somatório desses fatores contribuiu para que o resultado fosse a maior saga da literatura (em termos financeiros, pelo menos). E isso muito dificilmente vai acontecer de novo. Até mesmo no Cinema e TV é difícil vermos algo nessa escala… nem Game of Thrones chegou lá.

Por quê ?

Não é pela falta de bons autores, isso eu garanto.

Mas acontece que o próprio mundo mudou. Hoje vivemos em uma sociedade diferente, com gostos cada vez mais estratificados. A forma como nos relacionamos também mudou, sem falar na maneira como consumimos conteúdo.

Por isso que eu digo que a chance de termos um novo Harry Potter é muito, muito, MUITO remota. Só que não é o que falam para os autores iniciantes.

Algumas pessoas mal intencionadas, vendedoras de sonhos, são rápidas em usar a história de sucesso da J.K. para seduzir escritores. Essas pessoas falam que o sucesso pode estar logo ali. Que basta publicar um livro. Que é só comprarem tal fórmula mágica.

Bullshit!

Eu não duvido da capacidade de ninguém em alcançar o sucesso, mas acredito que para chegar lá é preciso ralar muito. São anos de dedicação e esforço, sem nenhum resultado aparente no horizonte. São sacrifícios. São angústias e dúvidas. E ninguém precisa de mais uma carga nos ombros… ainda mais quando essa carga é tentar se igualar ao maior sucesso literário de todos os tempos.

Esqueça o Harry Potter. Faça a sua coisa, do seu jeito, sempre tendo em mente que o caminho é longo e tortuoso, mas que vale a pena ser trilhado.

Escrever um livro já é uma vitória sensacional. Uma que poucos alcançam na vida. Por isso, não mate essa conquista sufocada sob a sombra da obrigação de ganhar bilhões de dólares.

Você não vai escrever o próximo Harry Potter… e tudo bem!

Compartilhar agora!

Related Posts

  1. Nano, mais um texto maravilhoso, bem escrito e cheio de verdades.

    Você me inspira!

    Muito obrigada!

    Abraço,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Você não vai criar o próximo Harry Potter… e tudo bem!

Não adianta. Todos nós, escritores, sonhamos em escrever o próximo mega bestseller mundial que nos trará fama e dinheiro. Em...

Novo ano. Novo estilo.

Se você acompanha o meu trabalho, deve saber que a maior parte do meu contato com o público se dá...

Você não vai agradar todo mundo

Estou escrevendo esse post no meu escritório novo. Caso você me acompanhe há algum tempo, é provável que saiba que...

O que há por trás de um título?

Títulos parecem ser uma grande preocupação dos escritores iniciantes. Sempre que falo sobre o assunto, recebo muitos comentários e bastante...

Como registrar o meu livro?

Se você também tem dúvidas sobre como registrar o seu original (o seu livro), não tema. Finalmente decidi elaborar um...

O Livro Negro da Paternidade: uma experiência que você nunca terá novamente

É nisso que estou trabalhando no momento, nesse que talvez seja a obra (e a experiência) mais maluca da minha...

O Urso

Na semana passada li um livro bastante interessante e que acho que merece a menção aqui no blog. Trata-se de O...

A maior das histórias

A minha vida toda eu adorei histórias. Quando criança, gastava horas criando uma narrativa gigante com os meus bonequinhos dos...